DireitosReservados

DireitosReservados
☆poemasEleonoraMarinoDuarte☆edição&arteWalkyriaSuleiman☆

3 de fev de 2012

Ts'Ai Lun

                                                  Palavras traçadas sem linha
                                                  tua pele que é de raro papel
                                                  faz Babel de minha língua!

                                                  Fulgura tua gravura branca
                                                  estanca em meus olhos luz
                                                  raiz de alcaçuz aos lábios...

                                                  Incompreensível aos outros
                                                  tangível aos teus ouvidos
                                                  escrevi por ti um dicionário nu.












Foto: CatharinaSuleiman

18 comentários:

placco araujo disse...

Verdadeiras pinturas as fotos aqui publicadas!

Andei meio sumido, não é?

Beijos

eleonora marino duarte disse...

placco.

nós agradecemos! :)

urbanascidades disse...

Eleonora, convido a ti e a teus leitores para conhecerem e participarem com suas produções literárias do Urbanasvariedades, o modo long play do Urbanascidades, blog cultural de produção coletiva. Visite urbanasvariedades.blogspot.com. e solte o verbo.
Um abraço,
Paulo Bettanin.

Assis Freitas disse...

dicionário nu: taí um vazio a ser explorado



beijo

dade amorim disse...

Tão bonito, esse poema!
Beijos.

Francisco disse...

OLHA

tira
o lenço
do rosto

o resto
eu mesmo

te retiro :))
Assim

OLHO

olhando
as sensações
leio

no
meio

eu me abro()
Mim

Foto e poesia, belos factos! Bjs

Anônimo disse...

arte_fa(c)tos de arte!
Francisco

Eleonora Marino Duarte disse...

urbas...

gratíssima pelo convite!

abraços!

Eleonora Marino Duarte disse...

Assim,

vazio repleto!

obrigada, sempre!

beijo.

Eleonora Marino Duarte disse...

Dade,

tão bonita você!

um beijo, sócia!

Eleonora Marino Duarte disse...

Francisco,

.
.
.
arte fa(c)tos da arte são os teus poemas!

beijo***

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Gentefina....
eu adoro fazer este blog, na posição que for. Modelo, assistente de fotografia, diagramadora, leitora dos poemas da Eleonora ßß, enfim, é um prazer mesmo.

Algo assim SUPER sem obrigação, sem aporrinhação, no macio, nas nuvens.

Obrigada a todos que nos visitam, deixam seus olhares e palavras.

Pode parecer pouco, ou exagero da nossa parte. Mas, ah, não há hó gente hó não (parodiando Carlos Trigueiro) alegria mais pura.

MOISÉS POETA disse...

Quando a poesia rompe,dos invólucros,seus frutos.
nem mesmo os deuses a pode conter.

Que maravilha tudo isso !

Um beijo ,amadas !

EMD disse...

moisés,

que felicidade contarmos contigo aqui!

obrigada pela leitura, sempre.

estou (estamos) devendo a você idas ao teu trabalho. iremos!

beijo.

urbanascidades disse...

Urbanascidades e Urbanasvariedades juntam os blocos para pular o Carnaval. Ontem a poesia de Lídia la Escriba. Quer música, hoje ouça Bob Dylan. Na segunda de carnaval conheça o carnaval de 1927 em Porto Alegre. Na terça, o desfile é por conta de um passeio de 10 dias de trem pela Suiça. E na quarta-feira de cinzas os vencedores... do Oscar desde 1929.

escotilha disse...

tá visto, urbas,.

mas...
vê se vem pra ler e ver o nosso trabalho, eô!

O COELHO DE DÉBORAH disse...

Estou encantado com os versos mais antigos. Aqui é lindo de mais!!!!

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Oi seu Coelho!
Realmente tem versos muito bons por aqui. Acho sua veneração por ßß super merecida. E, ah, deixa te dizer que eu sou a musa1
bjs pra toda família