DireitosReservados

DireitosReservados
☆poemasEleonoraMarinoDuarte☆edição&arteWalkyriaSuleiman☆

19 de out de 2011

"Centí-metro"













Saliva vívida
no bico do seio
ceia a boca
uma rosa lívida.

O palmear saceia
a selva nua, nela
ele prescipita
do ouro a pepita.

Penetra a seta
linha rija de aço,
na casa do ventre
habita o espaço.










foto: CatharinaSuleiman

12 comentários:

guru martins disse...

...e o tempo
concentra
e solta
concentra
e solta
o que entra
no espaço
que pulsa
até que expulsa
outra saliva
vívida do encontro...

Eleonora Marino Duarte disse...

que bonito, guru!

Tania regina Contreiras disse...

Já disse lá no FB que vocês são bárbaras. Repito. Um poema-imagem, ainda que em palavras. Feras vocês. Fisgaram-me os primeiros versos...
Beijos,

Wania Victoria disse...

Preenchida em cada Centí-metro!



Musa na voz e na imagem!
Lindo, lindo!

Bjão, Gurias

Eleonora Marino Duarte disse...

tanita,

você nos dá abraços demorados... obrigada.

um beijo!

Eleonora Marino Duarte disse...

wania,

então ficou igualzinha nos deixa com os teus versos!

obrigada, sempre! um beijo.

Francisco Coimbra disse...

NU CORPO

dizer a descrição existir
para ser na escrita
pura inspiração

deixa inspirar do texto
todo seu pretexto

mostrando seu alvo certo!
Assim

A_braços!!

Eleonora Marino Duarte disse...

francisco,


a seta, o alvo. teu poema acertou.

obrigada por permanecer aqui conosco...

a→braço‼

byTONHO disse...



"Sem ti, metro e metros nos afastam!
Mil.i.metrinhos aproximam!

Colam e misturam-se..."

:o)

escotilha disse...

tonhO,


querido,

eu desconfio que você seja um domador de palavras, que elas lhe concedam os favores mais extraordinários! me parece que sua intimidade com elas é além de qualquer dicionário.

um beijo e obrigada por vir.

olara, um castelo de sonhos disse...

Forte e corajoso, uma mulher que se precipita no corpo e no desejo, desnudando a alma.É o desenho do amor.Não existe entrega mais sublime. Ajoelhada e aplaudindo! Beijos no coração!

betina moraes disse...

que felicidade te receber aqui, querida.

suas palavras completam o poema,

um beijo bem grande.
:)