DireitosReservados

DireitosReservados
☆poemasEleonoraMarinoDuarte☆edição&arteWalkyriaSuleiman☆

18 de mar de 2011

Císellus



















Assim que terminarem
aos tapas e formão
a obra em desventura

Quando cessarem
de moldar na mão
a escultura que sou

No ato de agravarem
os sintomas vitais
de que estou pronta

Eu, definitiva figura,
gravura que desponta
assinada a sangue

Enfim, livre de mim,
vou criar-me pássaro
para dar-lhes de voar.






foto: catharinaSuleiman

63 comentários:

lírica disse...

Que bonito meninas!
Essa união só poderia dar no que deu, um blog de qualidade e muita sensibilidade, estaão de parabéns e desejo vida longa a este espaço tão especial!
Bjs
Gisele Freire

Tania regina Contreiras disse...

Meninas, meninas, isso aqui tá bonito pra danar e eu fui a sétima (oba, adoro o 7) a aderir.
Estarei aqui nesses, pelo menos, próximos 50 anos de Mnemosine...é asssim que fala: preciso aprender o nome direitinho.
PARABÉNS às três!
Beijos,

Sylvio de Alencar. disse...

Tenho para mim a analogia de que, vocês três, foram unidas pelos astros...
Cada uma no seu lugar (parece letra de musica..!), adicionando, criando, realizando este Espaço.
Algo já sai dessa Cozinha, para prazeirosa degustação de nossa alma....

Ahhh!!
O sentido do nome do blog! Quase ía me esquecendo!(um must! Um caso a parte!):

Mnemosine ou Mnemósine (em grego Mνημοσύνη, pronounciado /nɪˈmɒzɪni/ ou /nɪˈmɒsəni/) era uma das Titânides, filha de Urano e Gaia e a deusa que personificava a Memória. Ela teve de Zeus as Nove Musas:

Calíope (Poesia Épica)
Clio (Historia)
Érato (Poesia Romântica)
Euterpe (Música)
Melpômene (Tragédia)
Polímnia (Hinos)
Terpsícore (Dança)
Tália (Comédia)
Urânia (Astronomia)

Era aquela que preserva do esquecimento. Seria a divindade da enumeração vivificadora frente aos perigos da infinitude, frente aos perigos do esquecimento(...)"



O lay-out: o fundo branco com manchas pretas atrapalha a visualização das palavras do Blogguer que ficam em cima: 'próximo blog', 'loguin', etc...

O post:
Linda foto!! Para nós homens de boa vontade, um colírio!! Claro que me refiro a beleza geral da foto (também).

Quanto à poesia de Betina, é sempre um reencontro com nossos sentimentos. Ela nos dá asas, tem a sustança do que é verdadeiro.

Vida longa às Rainhas (e à Princesa!)!

Triplo beijo!


(Pra quê as PVs? São nescessárias??)

escotilha disse...

gisele, querida parceira,

obrigada, em nome de nós três! sua presença é um presente para o trabalho.

um beijo, querida.

Barbara disse...

Pássaras dando a voar - isso sim!
Maravilha de espaço!

escotilha disse...

tânia!

muito obrigada!!!!!

nossa eu adoro o 7 também! acho que você nos trará sorte, muita sorte.

em nome de nós três, um abraço apertado pelo carinho e atenção.

beijos também, claro!!!

escotilha disse...

sylvio,

nossa, meu querido! que presente! você foi atrás da grécia que propomos e nos achou!!!!!

sem palavras... um beijo grande, por sua dedicação e atenção.

muito obrigada, em nome do trio!

PS: questão de PV's favor tratar diretamente com a diretora do trio, a madre superiora (e muito bela)wal...

escotilha disse...

barbara,

OBRIGADA!

você viu as asas... que beleza!


um beijo, em nome de nossa trindade.

Carla Diacov disse...

muito abracei pelada!

Carla Diacov disse...

hahahehehahaha



a palabra de verificamento foi
MODEDO!


e eu pelada...ai ai ai!!!!



hehehahahae

byTONHO disse...




TRIO mara-viiiiii-lha
nós gostamos de vocês...

TRIO mara-viiiiii-lha
Tia, mãe e filha!

QuiBunitu!
De novo! De novo!

TRIO Mara-viiiiii...♪

...

Betin-AMOR-aes, Walk-yria caminhar nas imagens em ação da filha CAT... ah! Ri na...

Não "Mi nemo si tem" coisa tão linda!

TRI legal thê!

:) :) :)

Ivan Bueno disse...

Parabéns às musas pelo novo blog. E comentar depois do Tonho é sempre covardia, sempre! (rs..)

"Enfim, livre de mim,
vou criar-me pássaro
para dar-lhes de voar."

... é um desfecho perfeito para o poema, e a fotografia é bela.

Beijo e parabéns às três.

Ivan Bueno
blog: Empirismo Vernacular
www.eng-ivanbueno.blogspot.com

Janaina Cruz disse...

Luz sombras poesia e fotografia... O que poderia ser melhor que isso?

Sigo o blog para vislumbrar dicas que serão para mim muito útil.

Abraços

Jana Cruz

guru martins disse...

...mas antes
de bater asas
com certeza
hás de comer
em minhas mãos
para quando voares então
não te sintas
livre de toda
pois a liberdade total
é isolamento
então teu comedouro
no meu corpo te dará
o norte de tua rota
para de tempos em tempo
lhe ter de volta
e mesmo que
um pouco rota da viagem
me terás feliz
te recebendo com nova refeição...

Perola disse...

Eu visitar seu blog pela amiga Walkyria Rennó Suleiman,amei viu!!!
Os poetas são aves que circula no mundo nos advinhando de uma forma linda e nos revela de uma forma prazerosa.
Parabénssssss.
Te sigo com prazer.
Beijo grande.
Um exelente fds.

Perola disse...

Corrigindo: eu vim visitar seu blog.
Beijokas milllllll.

betina moraes disse...

tonhO,

é sempre um acontecimento o seu entusiasmo, é sempre um afago a sua delicadeza.

em nome de nós três, agradeço a deferência!

muito obrigada pelo desfile lírico que você traz!

um beijo.

betina moraes disse...

ivan!

você é ótimo! veio nos ver imediatamente, que alegria!

em nome de nós três, obrigada!


um beijo para você!

betina moraes disse...

perola,

você disse tudo!

obrigada pelas asas abertas em nossa direção.

um beijo.

betina moraes disse...

janaina

sua presença inspira outras luzes.

muito obrigada, em nome de nós três.

betina moraes disse...

guru,

só um músico-poeta como você saberia manter o pássaro tão próximo.


lindas as suas palavras. obrigada!!!!


um beijo.

Marcantonio disse...

Ora, vejam só! Um projeto inspiradíssimo! E com sábio e sóbrio requinte. A opção de dar total protagonismo às fotos e aos textos, deixando os gadgets para o final, me pareceu um grande acerto.
Duas fotos esplêndidas, e essa textura vítrea sobre elas é uma película poética que nos leva à compreensão de que ver é também imaginar, desvelar mistérios e véus até chegar ao âmago, e não apenas espelhar apressadamente o próprio desejo ou encantamento na superfície. Afinal, que musa se revelaria inteira, deixando evidente a face diáfana que ao poeta (ao artista) intriga porque encanta e encanta porque intriga?
Os poemas? Perfeitos em dialogar com as fotos, mas também remetendo a algo que está além delas, como se dessem movimento e sequência ao que se imprimiu na retina.

Parabéns às três!

Abraços.

Sylvio de Alencar. disse...

O blog tá bem sofisticado: leve, aberto, luminoso, bem distribuído. Valoriza o conteúdo o lay-out da Madre Superiora: Wall(kyrie eleison)!

As fotos: pensei que fossem aquelas gravuras da artista que Betina faz acompanhar suas poesias.
Não é..., são fotos mesmo!
Puxa!!! Sem palavras!

PVs...
Muito legal! Faz as coisas ficarem um pouco mais complicadas, demoramos mais no blog, mas, temos mais tempo de ver uma parte das fotos no fundo da janela pop-up enquanto nossos dedos e mente procuram se concatenar com as criativas e coloridas palavras que pairam impavidas como seguranças de balada...
Quem sabe orando uns Pai Nosso Madre Superiora aceda ao nosso pedido de retirá-las, embora faça qualquer coisa para ter meu acesso a este blog liberado: inclusive passando por cima deste pormenor, copiando-as com energia, e amorosa alegria!

(Em tempo de tsunamis, uma marolinha dessa não irá incomodar. Irá?)

MOISÉS POETA disse...

tudo aqui é de extremo bom gosto:
poemas,fotografias, modelos...(wal ,maravilhosa)

é claro que estou colado nesse blog...!

3 beijos !

nina rizzi disse...

maravilha! e, pronto, ellenizadas ;)
beijos.

Assis Freitas disse...

vim da Nina para conhecer a nova paragem dessas mulheres de A(n)tenas, néctar dos deuses

beijo

betina moraes disse...

marco,

muito nos ilumina encontrar aqui suas profundas considerações a respeito do íntimo das coisas. sua visão é um prisma sobre o conceito de nosso trabalho. muitíssimo obrigada, em nome de nós três.

um beijo.

betina moraes disse...

sylvio,

obrigada pela sua consideração com nosso novo espaço.

as fotos são da talentosa catharina suleiman. todas serão dela, esse é o projeto, ela fotografa, eu grafo, wal dá forma ao blog. wal... é nossa primeira musa por motivos óbvios: é a bela deusa que paira sobre nossos dias com a luz necessária para dar fotografia a uma filha.

"guenta" as PV's, elas agora tem até a opção de ser ouvidas... nem imagino ouvir a sonoridade de uma PV... vou ter que conferir!!!


um beijo!

betina moraes disse...

moisés,

você é um presente, sabia?

obrigada por vir e ficar!


um beijo.

betina moraes disse...

nina,

muito, muito obrigada!

é uma honra ser ellenizada!!!!!!


um beijo.

betina moraes disse...

assis,

o jogo de tuas palavras ficou perfeito!


obrigada, querido poeta.


um beijo!

CAROLINA CAETANO disse...

Bem que a Betina falou das fotos, sem muito como descrever, ao que dizia: Carolina, só vendo, Carolina! Só vendo!
Aí vem que eu vejo, ao que digo: é, gente... Só vendo mesmo.
A War é multimusa, nem falo! Só vendo também! Hehe. E eu nem sabia que era uma musa tão 'musona' assim. Vixe!

"Eu, definitiva figura,
gravura que desponta"

é uma das coisas imensas que me fazem lembrar de que um dia eu conheci Betina e passei a reconstruir calçadas e solas.

Nelson G. disse...

Vocês, homens, são um bicho e tanto! Tá... Tá bom: vocês, mulheres, é que o são.

betina moraes disse...

carolina, meu amor,

que fotos, né?

tem mais belezas por aí. toda sexta, duas postagens.
a catharina é uma artista fantástica!

viu a belezura da wal? musa de primeira, excelente começo!

obrigada por vir, querida.

eu também, quando te conheci abri uma estrada em outra esfera.

em nome de nós três, obrigada, poeta!


um beijo.

betina moraes disse...

nelson,

eu tenho um gato preto exatamente assim (boris), cheio de questões e observações do mundo ao redor.

ele é noivo da wal... acredita?

felinos não dormem no ponto!


obrigada, em nome de nós três, por vir!

um beijo.

Carol Morais disse...

Estou encantada. E, quando a minha fase de encantamento passar, talvez possa comentar o poema com mais clareza.
Estou tão encantada com o blog. Que lindo. Que limpo, que belo!

Leandro Ramos disse...

"Ulisses que combateu o esquecimento em seu exilio, elevou seus estribilhos para Mnemosine."

- Meus cumprimentos minha poeta. Tudo belo e muito bem cuidado. Aliás devo cumprimentar essa tríade de musas, mantenedoras do acalento de Érato!

Forte abraço, CatharinaBetinaWalkyria (Mnemosine).

Dedi calle disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dedi calle disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
betina moraes disse...

carol,

esteja sempre junto, precisamos de teu encantamento!


um beijo de três! um de cada!

betina moraes disse...

leandro, meu amigo querido,

muito obrigada pela delicadeza de vir e por tanta consideração nos dizeres. eu bem sei que você íntimo de homero, eu bem sei... você é a pessoa certa para nos acompanhar!


obrigada, em nome das três, por sua afeição por nossa Mnemosine...

um beijo, lelê!

romério rômulo disse...

cheguei pela nina rizzi. e gostei.
romério

Wania disse...

Gurias do Mnemosine,



Surgido deste alinhamento planetário entre vocês, imagino o que não virá por aí... rsrsrs!
Começou infinitamente lindo!
Parabéns às três e sucesso sempre!!!


Bjssssssssss

betina moraes disse...

romério,

obrigada por vir!

nina é uma via encantada, costuma trazer coisas boas!


abraços.

betina moraes disse...

wania,

querida,

se pudermos contar com a sua presença, vênus ficará realizada, enfeitada por uma guirlanda floral feminina...

em nome de nós três: Obrigada, poeta.

tri beijo!

"Seo" Renato disse...

Ah, não. Já comecei, depois do espasmo inicial, tomando um susto. Betina é irmã da Walkyria? Ô, mundo minúsculo! Quando eu voava, tinha duas asas escuras, eu visitava a Walkyria pelo menos três vezes por semana, dizendo ter 1,50m e pesar 115kg hahahahahaha!
Não, não, não, isto aqui é bom demais. Estou tão embarafustado que nem tenho palavras - só que, chato, intrometido, focinhento, vou arrumar palavras, sim.
Abraço de duas asas para a Walkyria, beijo carinhoso para a Betina, enfim, sorte a todas nesta empreitada maravilhosa, em que a beleza, a inteligência, a harmonia, tudo isso se encontra num espaço-tempo só.

"Seo" Renato disse...

A foto é maravilhosa. Nem comento, que está bem acima da minha capacidade falar algo. Só aprecio.
Os versos me impressionaram, pois... putz!, eu vinha pensando, nestes últimos dez dias, algo acerca da evolução do ser.
Somos um misto do que nos tentaram fazer, do que nos tentam fazer, do que nos fazemos e do que nos permitimos ser. Foi meio que coincidência eu vir ler estes versos bem neste decêndio de cogitações (que venho fazendo em meio à leitura de trechos das Confissões, bem como dos Solilóquios de Santo Agostinho, e ainda às voltas com alguns capítulos específicos da Suma Teológica, de Sto. Thomas.
Quando o "Assim que terminarem/aos tapas e formão/a obra em desventura" me entrou pelos olhos, fiquei chocado. Mas não é desse jeito mesmo? Há muitas mãos que nos moldam: as nossas, as do mundo, as do passado, as do presente, as do inconsciente...
Em seguida vem a confirmação, nos versos: "Quando cessarem/de moldar na mão/a escultura que sou". Sim, sou escultura, e creio sê-lo no gerúndio: venho me esculpindo e venho sendo esculpido. Esse "torna-te o que és" (Píndaro) é talvez o resultado do "nosce te ipsum" lá do Oráculo de Delphos. Quando cessarem de moldar a minha escultura, por certo não estarei pronta. O ser-humano é obra inacabada, sempre. Mesmo na fase ocídua da vida, no último instante da existência, algo estará sendo construído, algo estará sendo derribado: a idolatria e a iconoclastia estarão lá conosco.
Porém, vem outra estrofe: "No ato de agravarem/os sintomas vitais/de que estou pronta": os sintomas vitais de que estou pronta: o sopro divino na argila, ou o sopro humano na minha argila humana. É nessa hora que "Eu, definitiva figura,/gravura que esponta/assinada a sangue/Enfim, livre de mim,vou criar-me pássaro
para dar-lhes de voar".
Isto é genial: pronta a figura (e não o ser integral), gravura assinada a sangue (de vida, de sofrimento, de experiência), LIVRE DE MIM (!) - ah, que alegria vou sentir quando eu conseguir me ver livre de mim - eu vou ser pássaro e dar-lhes de voar.
Emoção pura. Sabedoria extrema. Uma página filosófica em versos.
Este blog é sensacional.

Betina Moraes disse...

renato,

sim, eu a walkyria somos irmãs, na falta de algo mais significativo que nos defina e una para sempre, optamos por dar-nos de presente o título: irmãs.

tuas asas são bastante poderosas, já vou te dizendo. sua leitura é impressionante! escrever torna-se um prazer inenarrável diante de comentários tão profundos.

não me lembro de vê-lo na farsa das asas escuras, com 1.50 e 150 de peso, mas com certeza não fazia a menor diferença para a sua caneta! inteligência não sem mede, vista o que vistir, asas ou botas, que coisa! como você escreve bem!!!!

eu espero que você fique aqui conosco, será uma aventura sensorial!

serão dois post’s toda a sexta-feira (dia de vênus) e as musas são mulheres indiscutivelmente belas, de forma ampla, geral e irrestrita!
com a sua presença, cada verso vai tomar o significado mais amplo.

obrigada pela ebulição de conhecimento,
sensacional é você!

em nome de nós três, fique! volte!

um beijo.

Jefhcardoso disse...

Walkyria, eis me aqui! (sorrio)
Parabéns a todas as meninas!
Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

betina moraes disse...

jefh...

obrigada por vir!!!!

Daniel Hiver disse...

Muitas vezes me dou conta que a definitiva e indefinida figura que sou jamais ultrapassará os limites de uma gravura. Eu posso querer que se transforme num outdoor, mas sempre sou assinado a sangue... e então é melhor eu sair voando por aí como pássaro solitário. Por que a perícia sempre tenta vasculhar meu DNA.

Bonetti disse...

Perdoem-me pela demora, Betina e Wal. Ando atônita nesses últimos tempos. Mas estarei por aqui, assim que colocar minha cabeça no lugar. Aqui me parece um bom lugar pra isso. :) Mas que projeto lindo. Tão bonito ver essa afinidade anímica entre vocês. Muitos beijos, sucesso, com carinho, Nydia.

escotilha disse...

daniel,

ser pássaro disfarça a condição imutável do ser humano. é a melhor opção!

obrigada por vir!

betina moraes disse...

nydia, querida!

não tem demora não, você é nossa!

obrigada pelo carinho de sempre e pela força!

um beio, em nome das três!

BAR DO BARDO disse...

Uau!
Bestifico-me!

betina moraes disse...

querido henrique,

puxa.. obrigada por vir, obrigada mesmo! tenho sua opinião em alta conta.

um beijo.

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Doce, suave, belo, mágico, poético de vera... casou muitíssimo bem com a foto...

José Manuel Vilhena disse...

Bons e longos tranquilos voos,e parabéns.
:)

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Queridos amigos e amigas

Esse blog tem duas mães e uma Madre Superiora.

Eu queria mesmo responder pra todos vcs, e o fiz, em meu coração.

Mas a Betina já disse tudo, ela que tem as palavras certas, que sabe como ninguém ser generosa e agradecida pela vida. A Betina gentefina, está em outro patamar, acreditem.

Fiquei muito feliz e agradecida. Acho que fiz algo de muito bom em outras vidas, pra merecer tanta felicidade. Ainda que momentânea, a felicidade inspira nos momentos difíceis, e é nessa hora que sabemos, que a felicidade é mesmo duradoura….

Acredito muito na Catharina e na Betina. Penso que a Catharina é uma grande artista, tem que fazer muitas exposições, livros, inspirar as pessoas em todo planeta.

Penso também que a Betina tem que editar suas obras, fazer livros, blogs, sites, colunas de jornais, revista, semanários, enfim… Se eu fosse enterrar algo na terra pra ser visto no futuro, colocaria fotos da Catharina, poemas da Betina, e o sorriso de todos os meus amigos. Ah, e uma foto do Meu Preto, meu cachorro querido que o Xu virou o pai.

E pra mim, bem, pra mim eu peço apenas, que vcs continuem a voar no meu céuAberto, lá, onde eu vivo minha vida, onde faço essa viagem diária pro único lugar que vale a pena viajar: o espaço interior.

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Francisco

super obrigada por tua presença
espero que vc comente muito, daquele jeito forte e enérgico que vc tem.
grande beijo
da Walll

Walkyria Rennó Suleiman disse...

José Manuel
ai, que bom que vc gostou.
o blog todo é um gedto de voar

voe conosco

Iara disse...

Betina,
nem fique livre de mim
se criou-me pássaros que aqui vêm ninar (lembra?)
Estou a me moldar e você sabe bem
Ainda é certo que você nem vem
suas palavras vêm e eu voo de amor, bem aqui, assim...

betina moraes disse...

iara,

querida,

pois os tais pássaros eu peguei em tua varanda... talvez o amor também...

obrigada pelo afeto incondicional!

um beijo, iaiá.